26.10.17

A MONTANHA


Imóvel como cão dormindo.
Se me perguntas
Digo-te montanha
A suportar o céu
A beber nuvens.
Ensinou o homem a subir
A rasgar-se nas pedras
A cair muitas vezes
A erguer-se de novo.
Chegado ao cume
Nele crava bandeiras.
Anuncia
Isto é meu
Isto sou eu.

A montanha deixa rolar
Mais uma pedra.
É o seu modo de contar o tempo.


Licínia Quitério

1 comentário:

Mar Arável disse...

Tudo se move
Belo como sempre
Bj

arquivo

 
Site Meter