15.2.15

NOVO LIVRO

E os poemas se fizeram livro, desta vez nomeado O LIVRO DOS CANSAÇOS. Aqui fica a notícia da apresentação, para a qual estão todos convidados. Será uma agradável tarde de conversa, na Ericeira, em sala com vista de mar. Grata pela vossa presença assídua neste sítio de poemas.

Licínia Quitério

3.2.15

DIAS DE NADA



Os dias de nada não são de tristeza nem de alegria.
São sem entusiasmo nem decepção. 
São só dias de nada, dormentes sem sono, quietos sem espera. 
Não são úteis nem inúteis.
Olham a chuva e não se molham. 
Pode o vento soprar que não se desalinham. 
Existem, apresentam-se, não se demovem da sua nulidade. 
Sem os dias de nada não tentaríamos tudo. 
Ao menos tentamos.

Licínia Quitério

arquivo

 
Site Meter