24.9.08

UMA SOMBRA


Na íris de outros olhos foi azul,
vermelho
e oiro vivo.
Na íris dos seus olhos foi a prata,
o verde
e a voz indefinível das marés.
No matiz da paixão
não se atreveu o branco.
No inverno foi a sépia
a devassa dos troncos,
do lajedo.

Depois da cor
há-de vir uma sombra.
Um soluço, um vibrato,
uma vertigem,
uma sombra, uma sombra...


Licínia Quitério

Música: Ainda a Callas

21.9.08

O QUE FICA...?

O que fica do corpo
sem a lâmpada acesa
na mesa grande e farta da ilusão?
O vulto escuro
contra parede escura,
alvura de novelos
tricotando asas,
volúpia de veludo verde-negro.
E a voz por toda a casa
a refazer o choro, o grito,
a oração maior que o abandono.
Suspenso, garrotado, exposto
à avidez da turba,
o que fica do corpo?


Licínia Quitério

Música: Maria Callas

14.9.08

AO NORTE 2









Dá-me a bandeja da tua mão para as oferendas do país distante onde as conversas poisavam antes do gelo na boca das cavernas. Não bem conversas, mas músicas tecidas nos invisíveis fios.

Trago-te a batida das asas da águia, o sopro da flauta do pastor, a doçura do olhar do cervo, a fundura dos lagos, a mudez hierática dos castelos assombrados, o choro dos vencidos e também o choro dos vencedores, as estranhas palavras acentuadas a bronze e sangue e a chuva poderosa e vertical.

Tudo te dou que por ti fiz o caminho.

Mais não trouxe senão esta vontade de chegar.


Licínia Quitério

8.9.08

AO NORTE




Os pássaros do norte têm o piar desolado dos arautos de procelas. Só acalmam quando a luz negra dos lagos sobe ao arrepio dos verdes e oferece espelhos de céus inconcebidos. Às vezes ficam em terra porque a leveza do ar os não sustenta.
O frio é um belíssimo cavalo branco passeando os cumes das montanhas.
Nos vales, os poetas celebram primaveras e derramam versos por entre pétalas de rosas em rituais festivos.

Digo isto com a certeza de nada entender de terras anteriores às catedrais, aos quadros, aos livros, às vozes dos poetas na primavera.

Necessário é escutar os sons do norte quando o sul nos abrasa até ao osso.


Licínia Quitério

arquivo

 
Site Meter